Mudanças de Regulamento Para a Formula 1 2011


 

A polêmica ultrapassagem de Rubinho em Schumacher, na Hungria

Amigos, eu já tinha deixado alguns comentários sobre mudanças técnicas da categoria  alguns meses atrás. E nessa semana a FIA anunciou as mudanças técnicas e desportivas da próxima temporada. Vamos a elas.

– Volta dos 107%: Trata-se de eliminar todo carro/piloto cujo tempo seja 7% mais lento que o pole position. Esta regra foi criada nos anos 90 para coibir alguns carros de correr, estes realmente lerdos (falo de 20 segundos mais lentos por volta!!!), salvo exceções de carros comprovadamente rápidos que tiveram problemas na qualificação. Devido aos problemas das equipes iniciantes, essa regra esta de volta, mas acho-a totalmente desnecessária. É sabido que as equipes novas não tiveram tempo para desenvolver o carro nem treiná-lo. Por isso os resultados ruins. Creio que ano que vem eles estarão num nível melhor de desempenho, tornando esta regra novamente inútil.

– Utilização das zebras: As zebras foram colocadas mais lisas para diminuir o problema de disputas entre pilotos em determinada curva. A reclamação vinha de alguns pilotos que começaram a usar excessivamente essas zebras para não perder terreno. A FIA promete ser mais rigorosa a respeito. Não vejo muito impacto nessa regra, mas é sempre bem vinda.

– Toque de Recolher dos Mecânicos: As equipes serão obrigadas a dar 6 hs de descanso a seus pilotos durante a noite. Nada mais justo, por mais urgente que o trabalho o seja.

– Rigor nas Defesas de Ultrapassagens: Cenas como Schumacher prensando o Rubinho na parede ou mais de uma troca de lado da pista não serão permitidos. Já era hora de punirem com rigor quem comete esse tipo de infração. Diferente da NASCAR, a F-1 tem carros muito mais frágeis e um acidente assim pode ter proporções muito mais graves.

– Ordens de Equipe Permitidas: Esse sim vai abrir um precedente perigoso. Apesar de a FIA dizer que estará de olho em ordens antidesportivas, a regra em si não existe mais. Sendo assim, qualquer equipe pode dar ordens desse gênero a qualquer momento, mesmo que sem necessidade. Ate quando o fim da regra existente vai influenciar no espetáculo?

Mesmo que não muito atuante, a existência da mesma coibia a idéia. E hoje, não há empecilho legal para tal atitude.

Mudanças Técnicas

– Trocas de Cambio: Ano passado o cambio deveria agüentar 4 provas para ser trocado e na troca antecipada, perdia-se 5 posições no próximo grid. A regra permanece, mas com 2 mudanças: Os câmbios tem de durar 5 corridas agora e a 1ª troca antecipada do ano é perdoada, exceto se ocorrida na ultima prova. Vai ser interessante observar como as transmissões vão suportar esse novo ritmo.

– Regras Técnicas Excluídas: Sairão da categoria o Duto-F (por ser ativado com as mãos ou pés, atrai um certo perigo aos pilotos) e o Difusor Duplo (na minha opinião, o vilão das ultrapassagens da F-1. Voltarão aos difusores simples, que estiveram na categoria ate 2008). Explicações a respeito fiz num post meses atrás, com maior detalhamento.

– Asa Traseira Móvel: Para facilitar as ultrapassagens, as asas traseiras cederão alguns cm para trás, a fim de aumentar a velocidade do carro e possibilitar ultrapassagens. A BAR tentou o uso deste artifício 14 anos atrás mas teve de abdicar após provar que a sustentação da asa não suportava mecanicamente essas variações. Nessa nova fase, seu movimento será controlado eletronicamente e vai funcionar apenas com seu carro estando apenas 1 segundo atrás do carro da frente. O sistema será ativado pelo piloto e será desarmado assim que o mesmo pisar no pedal do freio, denotando uso apenas para ultrapassagens. Bom, toda medida para ajudar no espetáculo é bem vinda, só espero que isso seja mecanicamente possível. Não foi bonito o que vimos no passado.

– A Volta do KERS: Teremos a volta do KERS, o sistema que converte o calor gerado nos poderosos freios de um F-1 em energia para um pequeno período de extra potencia. Não ficou claro como que será o uso e nem a potencia ganha, mas o F-1 ganhará 20 kg em seu peso mínimo (piloto+carro) para comportar o sistema. Se bem sucedido, é um artifício para aumentar as ultrapassagens na categoria, alem de futuramente ser muito bem vindo nos carros de rua, que podem usar essa energia, mesmo que em menor escala, na arrancada inicial do veiculo, por exemplo, que é o momento mais critico de movimento e consumo de combustível.

Anúncios

Tags:, ,

About Carioca

Engenheiro Mecanico, adoro carros e esportes (a soma tambem conta).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: