Decisao da Indy


Franchitti e Power

Will Power ou Dario Franchitti? Penske ou Ganassi? Quem levará o titulo de campeão da Indycar em 2010? Amanha as 20 hs começa a decisão, no circuito oval de Homestead, região de Miami. Oval alias, que (infelizmente) faz sua despedida do calendário da categoria.

Os dois pilotos tem historias distintas. Will Power foi contratado pela Penske ano passado, no caso de Helio Castroneves ser punido por evasão de divisas. Como ele foi absolvido, acabou sendo relegado a “reserva de luxo”, competindo apenas algumas provas da temporada. Mas seus bons resultados (tendo ate vitoria) abriram os olhos do sempre astuto Roger Penske, que correu atrás de patrocínio e inscreveu um 3o. carro para esta temporada, para que Power pudesse disputa-la em sua totalidade. E pensar que Will teve um acidente muito feio em Sonoma ano passado, quebrando a bacia e deixando sua carreira cheia de incertezas. Mas ele se recuperou, entrou no carro rápido como nunca e está fazendo um campeonato incrível, tendo 5 vitorias, todas elas em mistos. Seu desempenho lhe garantiu o Troféu Mario Andretti, para o piloto que somasse mais pontos em mistos. Disputando o titulo logo em seu 1o. ano na equipe mostrou que Roger acertou de novo em suas apostas.

Dario foi campeão em 2006 ainda pela Andretti-Green. Fez campeonatos fortes pela Chip Ganassi e em 2008 fez uma tentativa frustrada de carreira na NASCAR. seus resultados foram tao ruins que perdeu seu carro e recebeu uma proposta de Chip para voltar aos bolidos. Foi convencido pelo chefe que seria a melhor opção. E o chefe estava mais que certo. Voltou ano passado e foi campeão logo de cara, surpreendendo a todos os especialistas. Neste ano, se aproveitou do excelente know how da equipe em ovais, especialmente os de 1,5 milha. Venceu o Troféu AJ Foyt, para o piloto que mais somasse pontos em ovais.

A diferença entre eles é de apenas 12 pontos. Dario pode só depender de si, caso consiga a pole e domine a prova ate a vitoria. Fora deste caso, a vantagem é certeira de Will Power. Mas acho que teremos uma fator determinante para a vitoria, que, ao meu ver, tende a favor de Power. Helio Castroneves vem em uma fase excelente, diferente do que encarou o ano todo. Acho que vem forte para vencer e garantir seu 3o. lugar na temporada. Scott Dixon, companheiro de Franchitti também disputa este 3o. posto, mas nesse caso haveria um justo jogo de equipe, em favor do companheiro. De qualquer forma, a disputa não se resumirá aos dois pilotos, haverá mais gente na briga, como sempre. Pela minha opinião, apesar do que falei acima, não sei o que chutar, sinceramente. mas estou torcendo por Will Power, pois, alem de excelente piloto, ele daria um titulo para a Penske depois de 4 anos, e Roger merece essa honra.

***

Eu não ia mencionar a respeito, mas as declarações na entrevista valem a menção. Vitor Meira e a Foyt Racing anunciaram a extensão do mutuo vinculo por mais um ano. Ate ai, nada de inesperado. O que me surpreendeu foi a declaração de ambos os lados.

Vitor falou que, em nenhum momento, procurou outra equipe para competir em 2011. O motivo foi a fidelidade do lendário AJ Foyt. Para os que não lembram, Vitor bateu muito forte nas 500 Milhas de 2009, tendo por consequência um problema na coluna que o retirou do restante da temporada. AJ, para a surpresa de Vitor, não só custeou todo o tratamento do brasileiro, como garantiu sua vaga para 2010, correndo apenas com pilotos substitutos para fechar 2009. Por isso, Meira se sentiu na obrigação de continuar no time por mais este ano, agradecendo a confiança depositada nele e continuando o bom trabalho que vem fazendo no time.

Foyt, por seu lado, falou que Vitor era uma pessoa do mais alto carater, que vinha com bagagem e competência para fazer sua equipe crescer. Os resultados aparecem a olhos vistos, pois saíram do fim do grid para sempre ocuparem o meio, com direito a vários resultados entre os 8 primeiros. Este misto de coisas fez aparecer uma situação rara no automobilismo atual: com o excesso de pilotos e poucas vagas disponíveis, o normal é ceder a quem pague ou a qualquer outro piloto disponível. Uma contusão dessa pode acabar com as chances de um piloto, graças a esse mercado predatório de hoje. Mas vimos um caso diferente, de um piloto honrado e de um dono de equipe “das antigas”, que pilotou na era romântica do automobilismo, quando era puramente um esporte, sem dinheiro ou politica envolvida.

Anúncios

Tags:, , , , , ,

About Carioca

Engenheiro Mecanico, adoro carros e esportes (a soma tambem conta).

One response to “Decisao da Indy”

  1. Carioca says :

    E deu Dario Franchitti… :/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: