Muitas Pizzas para a Vergonha Italiana


The shame of Ferrari’s acquittal. Just it!

Caríssimos, é com muita vergonha e frustração que vos escrevo. A Ferrari foi absolvida da acusação de jogo de equipe no GP da Alemanha. Confesso que, mesmo sabendo que as chances de absolvição eram altas, ainda acreditava numa punição exemplar para a equipe italiana, pela pura e completa demonstração de anti-jogo e desrespeito ao esporte que compete.

Muitos colunistas, todos eles pessimistas quanto à punição, sempre levantaram a bandeira de Jean Todt no comando da FIA. Para os que não se lembram, ele foi o responsável pelo renascimento da Ferrari, após ficar 20 anos sem títulos na categoria. Porem, seu bom trabalho no comando não foi só elogios, visto que uma de suas premissas era o jogo de equipe. Sim, ele foi o responsável pela vergonha mundial de fazer Rubens Barrichello deixar Schumacher passar no GP da Áustria de 2002, de favorecer Schumacher integralmente e de não permitir a disputa saudável entre seus pilotos, algo comum na categoria desde seus primórdios. A idéia é simples: ganha quem for mais rápido. Mas como podemos dizer se Schumacher foi realmente mais rápido se seu companheiro não tinha chances para combatê-lo? E tais questões só aparecem mais, com o desempenho do alemão neste ano. Agora com ele no comando, era até meio obvio que atitudes como essas teriam “vistas grossas” gerais. Basta observar suas declarações pós-reuinião, onde dizia “não temos provas para punir a Ferrari”, sendo que logo depois, quando perguntado se a Ferrari teria induzido Felipe a deixar Alonso passar, ele declara “Eu tendo a concordar”.

Como já falei antes, Felipe Massa tem uma coisa muito diferente do Rubinho de 2002: a força mental. Provas, temos varias, como a constante superação contra Raikkonen ou a incrível recuperação após o acidente da Hungria, ano passado. Neste ano, ele teria um grande desafio: vencer um bicampeão mundial. Muitos me perguntavam no começo da temporada se Felipe tinha chances contra Alonso. Sempre falei que a disputa ia ser grande, parelha, pois sabia também que Felipe tinha habilidade de um campeão mundial (querendo ou não, ele é o campeão moral de 2008!). Se resolvido na pista, como deveria ter sido, acredito que a disputa seria forte. Mas aos poucos vimos o que realmente pensava Stefano Domenicali, chefe da Ferrari. Para ele, Alonso sempre foi o piloto numero 1, relegando ao piloto “cria da casa” a eterna condição de 2º piloto (imagina se na Williams, Red Bull e/ou McLaren veríamos uma coisa dessas?). Vendo isso, imagino que Felipe já era assim quando contrataram Raikkonen, mas acabou tendo de engolir o Felipe depois de seus melhores desempenhos. Nisso tudo, o que mais me intriga é que Domenicali, um diretor de trabalho discutível e resultados fracos se comparado ao seu antecessor, continuou a política passada mesmo levantando a bandeira contraria. Em poucas palavras, alem de mentiroso, é incompetente.

Desde ontem, venho pensando sobre minha abordagem para com a Formula 1. Cheguei a cogitar de não assistir mais os GPs. Só que diferente da maioria, sofro de um mal: o vicio por estas máquinas maravilhosas, muito mais que os pilotos e essa politicagem hipócrita que reina no paddock. Muito provavelmente continuarei falando das corridas, analisando seu lado técnico e desportivo. Mas não esperem a ênfase de antes, não tem valido a pena.

De uma coisa, vocês podem ter certeza: vou torcer como nunca para as outras equipes, essas que permitem a disputa interna (agora entendem por que sou fã da McLaren?). O que não pode é essa vergonha italiana vencer. A vitória, ela não merece mais.

Anúncios

Tags:, , , , ,

About Carioca

Engenheiro Mecanico, adoro carros e esportes (a soma tambem conta).

5 responses to “Muitas Pizzas para a Vergonha Italiana”

  1. Bruno Rosik says :

    Vergonha italiana não. Vergonha do automobilismo italiano. Porque de resto, o país é totalmente contra as atitudes da Ferrari!

  2. Carioca says :

    Alias, boa! Vc tem lido algo a respeito por la? O que tem sido falado?

  3. Felipe Palmeiras says :

    Este post é um oferecimento de FIA, a patrocinadora oficial da Scuderia Ferrari na Formula 1

  4. Bruno Rosik says :

    Nos comentários nos jornais Italianos tem algumas pessoas defendendo a Ferrari (Ferraristas) e a grande maioria contra, tentando entender e discutindo as regras da FIA.

    Falam por lá que as regras tem que ser mudadas e esse tipo de punição ser prevista.

  5. Carioca says :

    Engraçado isso. Essa discussao toda mas antes da puniçao, a Europa tava quietinha. So aqui havia barulho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: