Dallara Fornece Novo Chassis Para a Indy em 2012


A little briefing about the 2012 new Indycar Chassis. Technical,  financial and racing analisys.

Antes de mais nada, devido a minha agenda apertada (estarei trabalhando no Festival do Japão nesse FDS), deixo para escrever sobre o Vasco da Gama em outra oportunidade. Hoje vou falar de um anuncio que pode mudar a forma técnica de como o automobilismo mundial é gerido.

Como eu já vinha falando e vínhamos esperando (alias, com 2 semanas de atraso), a Indycar anunciou a escolha de quem fará o projeto do novo modelo de chassis único da categoria, valendo a partir de 2012. A categoria escolheu a Dallara, atual fornecedora para fazer tal trabalho. Tal processo contava com projetos sugeridos pelas tradicionais  Dallara, Lola e Swift, alem de BAT e Delta Wing. Confesso que minha favorita era a Lola, mas o projeto me mostrou excelentes motivos para a manutenção do contrato com a Dallara. Diferente da escolha de apenas um chassis, muitos imaginam que haveria um nivelamento por baixo, com carros iguais para todas as equipes. Mas na apresentaçao, vimos que as coisas não vão funcionar bem assim, e esses fatores irei explicar agora.

Começo pelo lado técnico. Uma das mudanças que devem fazer bem a categoria é a diminuição de peso de pouco mais de 100 kg. Essa mudança terá impacto no desempenho dos carros em circuitos mistos. O atual chassi foi baseado numa época em que a Indy corria apenas em ovais, quando peso não era um fator tão influente assim. Hoje, com a adição dos mistos no calendário, vemos carros que se comportam como verdadeiros caminhões em traçados mistos, especialmente nos de rua. Com essa mudança, os carros deverão ser mais ágeis, dando melhor dirigibilidade aos pilotos e melhorando o espectáculo como um todo. Outra mudança tecnica, ja mais focada em segurança é a mudança completa da celula de sobrevivência, aquele compartimento onde fica o piloto e que garante sua integridade física em caso de acidente. Essa sim uma mudança muito bem vinda, pois a impressao que sempre tive foi que a atual célula não protege como deveria, tendo problemas de absorção de impacto quando rodando a mais de 220 mph. Nos últimos anos, todas as edições das 500 Milhas de Indianapolis tiveram acidentes sérios, com seus pilotos passando meses em recuperação de seus acidentes. Numa categoria séria, de elite, esse tipo de acontecimento tem de ser inadmissível.

Quando mencionei que um fornecedor único de chassis poderia nivelar por baixo a categoria, era que eu temia que acontecesse o que acontece atualmente. Mas fiquei surpreso com a ideia passada pelo comando técnico e pela fabricante. A ideia é que seja apenas um fabricante a fornecer o chassis, garantindo um controle melhor de toda a segurança do carro. Mas seus apêndices aerodinâmicos e outras peças poderiam ser fabricados e fornecidos por fabricantes diferentes. Assim, teríamos um carro-base igual para todos, mas com diferenças em seus apêndices (asas, aerofolios, suspensão, etc), que garantiriam uma diversidade técnica e uma diferenciação pequena, mas que deve causar alguma influencia na competição.

Pelo lado financeiro, três coisas merecem destaque. Primeiro, que este chassi sairá aproximadamente 40% mais barato, com um custo de US$ 349.000. E ainda, os 28 primeiros chassis encomendados custarão 150.000 a menos. Segundo, que a Dallara irá criar uma sede bem próxima ao autódromo de Indianapolis, justamente para poder atender melhor as equipes da Indycar, diminuindo custos com frete e melhorando os prazos de entrega. Um terceiro mexe também na área técnica. Os chassis da Indycar e Indy Lights serão exatamente os mesmos, havendo apenas variação no pacote aerodinâmico fornecido (vide vídeo abaixo). Esta ideia veio inicialmente da Lola, mas foi muito bem aproveitada pela Dallara, pois torna a mudança a adaptação de uma equipe da Lights para a Indycar mais barata e simplificada.

Dados os motivos citados acima, concluo que esse trabalho do corpo técnico, selecionando os melhores em sua área e chefiados por um ex-militar foi excelente, acima de todas as expectativas. Conseguiram colocar um chassi único com a possibilidade de modifica-lo de acordo com um determinado pacote. Essa sim é ideia que pode estar revolucionando o automobilismo como um todo. Uma maneira fácil e barata de garantir competitividade e diversidade técnica, que só vão trazer um melhor espetaculo para os fãs esta categoria tão incrível, espalhados pelo mundo.

PS: Teremos nesse domingo o GP de Toronto. Começa as 13:30 na Band.

Anúncios

Tags:, , , , ,

About Carioca

Engenheiro Mecanico, adoro carros e esportes (a soma tambem conta).

One response to “Dallara Fornece Novo Chassis Para a Indy em 2012”

  1. Bruno Rosik says :

    Carioca tá globalizado! Em ingrêis! Boa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: