Impressoes do Domingo Automotivo


Mutos dos leitores pensaram: “O Teddy ja escreveu sobre as corridas. O que o intrometido do Carioca ta querendo falar aqui?”. Bom, eu nao escrevo sobre a corrida em si (deixo para o Teddy, que tem um excelente senso e uma escrita melhor ainda), mas as impressoes que ela deixou para o resto do campeonato, bem como opinioes a respeito.

Formula 1 – GP da Turquia

Lewis Hamilton em sua McLaren

O circuito de Istambul é considerado disparado o melhor das criaçoes de Hermann Tilke, por ter grandes retas, curvas desafiadoras e variaçao de relevo. Seria um lugar para excelentes corridas, se nao fosse o tao falado problema do “ar sujo” dos carros que nao permitem sequer uma aproximaçao entre eles. A McLaren mostrou ao vencer que é o unico time que pode fazer frente aos Red Bull nessa temporada. Apesar de nao ter conseguido a ultrapassagem na pista, andou constantemente no mesmo ritmo, chegando a fazer tentativas para tal. Acredito que, salvo algumas pistas ou milagres da natureza, eles irao disputar o titulo dessa temporada.

A Ferrari? Esta sim desabou de vez. Falei apos o GP da Espanha que a ultima chance de mostrar serviço seria na Turquia. E o que vimos no 800o. GP da Ferrari foi um time atras ate das Renault em desempenho. O termo que usarei agora é um tanto exagerado, mas nao tenho receio em dizer que o time de Maranello deu um passo para tras. Vejo a Ferrari agora no 2o. pelotao, junto com a Mercedes (quem diria…) e seguido de perto pela Renault. Alias, o time rubro que nao tome cuidado, porque ta facil de perder ATE para a Mercedes…

Rubinho e a Williams tiveram uma corrida problematica. Todos os problemas que ele poderia ter sem abandonar a prova ele teve e ainda assim foi 14o. lugar. Mantenho minhas criticas sobre a construçao aerodinamica da Williams, mas nao posso mais negar que os motores Cosworth sao verdadeiros 1.0. Ainda mais depois de reconhecerem o problema que este tinha com torque em baixa rotaçao. Fala-se de uma negociaçao com a Renault para os motores do ano que vem, mas tal fato é negado ainda. AINDA!

Sobre os pequenos, vi crescimento. No começo, andavam sempre 3 ou 4 segundos atras dos times medios. Agora, estao a apenas 1 segundo. Este vai ser o mais dificil de tirar, mas nao estranharia de ver ao menos a Lotus disputando vaga no Q2 ate o final da temporada.

***

Proxima corrida é o GP do Canada, daqui a 2 semanas. Facil que sera um dos melhores da temporada, ate mesmo no seco, dada suas grandes retas. Vejo favoritismo da McLaren, por causa de sua velocidade final. Falaremos mais a respeito no futuro.

Indycar – 500 Milhas de Indianapolis

Para os EUA, essa prova é o divisor de aguas da temporada. Agora os times realmente se focam para a disputa do titulo. A vitoria de Dario Franchitti mostrou a força dos Chip Ganassi em ovais. Penske nos mistos e CG nos ovais. Dado que sao 8 circuitos mistos e 8 ovais, quem levará o titulo? Essa duvida sera a tonica do restante da temporada.

Dario Franchitti

Helinho teve um resultado que nao mostrou o que realmente fez na prova. Tinha um carro rapido o tempo todo, mas sua equipe vacilou nos pits. Ao meu ver, Helinho deveria ter parado com os primieros no ultimo pit-stop. Dado que seu box era o ultimo e que seu carro ja estava com tanque cheio, ele faria um pit muito rapido e poderia disputar a vitoria. Nao entendi quando vi seu time deixando-o na pista, sinceramente…

Tony foi de dar pena. Largou em ultimo, ja era 21o. em 8 voltas. Como falei nos posts antes da corrida, ele tinha carro no nivel dos melhores, mas apenas quando tinha trafego. Se nao fosse o combustivel, poderia ter sido bem melhor que 11o., poiis chegou a ser 2o. no final da prova. Excelente corrida, eu diria!

Raphael Matos chegou a estar em 3o. e bateu. Vejo de forma positiva, pois mostra a revoluçao que Gil de Ferran trouxe para o time. Esperem essa dupla forte para o ano que vem! Parabens tambem a Mario Romancini. Como bom mineiro (que ele nao é), vem quieto, comendo pelas beiradas. Foi o estreante mais rapido no qualifying e o melhor na corrida. Bia Figueiredo fez uma prova constante. Teve muitos problemas nos pits, deixando-a 4 voltas atras do lider, mas seu ritmo de prova estava entre os 10 melhores. Se nao tivesse problemas, teria facil terminado entre os 10 primeiros. Pode parecer pouco, mas este comportamente de prova esta sempre sendo analisado.

Sobre o acidente da ultima volta, Ryan Hunter-Reay teve um pequeno rompimento no polegar. Sofreu cirurgia, mas estará no GP do Texas, nesse sabado. Ja Mike Conway teve o pé esquerdo quebrado e varias escoriaçoes. Ja teve alta, mas nao deve mais disputar a temporada.

Dado o que escrevi acima, começo um mantra e peço a todos que recitemos: Conway é do mesmo time que Bia Figueiredo correu. Sendo assim, pensemos no carro de Mike e gritemos, com as maos para o alto: BIA, BIA BIA BIA…

***

A Indy nao para. Nesse sabado a noite, GP do Texas, com transmissao da Band (sem cortes no meio, dessa vez…). Texas é pista de pé embaixo o tempo todo (mais ainda que a Indy e Kansas). Por isso, será normal vermos 3 pilotos fazendo curvas juntos, pois a pista permite. Alias, era normal vermos 12 pilotos separados por 1 segundo. Uma previa para voces, um trecho do GP de Texas de 2003, para verem como os carros andam.

É garantia de emoçao, vale a pena conferir!

Anúncios

Tags:, , , ,

About Carioca

Engenheiro Mecanico, adoro carros e esportes (a soma tambem conta).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: