Reta final! (mas só depois da Copa)


Ontem foram definidas as semifinais da Libertadores. Confesso que uma delas é uma total surpresa pra mim: estava certo que Cruzeiro e Estudiantes iriam fazer uma final antecipada, mas demonstraram força no momento crucial São Paulo e Internacional (este especialmente nos minutos derradeiros). Como os comentaristas adoram dizer, já temos um brasileiro na final (o que não quer dizer nada, pois para aqualquer torcedor, se não for o seu time, dane-se)!

Do outro lado, semifinal previsível. O Flamengo caiu, apesar de fazer seu único jogo realmente bom na Libertadores e vencer “La U” no Chile, mas o mesmo criterinho escroto e safado d’o gol fora de casa’ que o avançou no torneio agora o tira. Destaque para os meias Puch e Montillo da Universidad: muito bons, Montillo autor de um golaço, lindo chute encobrindo o goleiro.

Não acreditava no Chivas até ele fazer 3 a 0 em casa duas vezes, nas oitavas e nas quartas. Aí não tinha como, apesar da forma ridícula como os mexicanos jogam fora de casa, 3 a 0 é uma vantagem terrível de se tirar. Estava garantido já.

Nesses jogos, aposto em São Paulo e Universidad.

Inter é forte, manteve a base de 2009, mas não ter mais o Taisson na fase brilhante do começo de 2009 e principalmente Nilmar é uma perda enorme de ofensividade, não sei se será capaz de superar o São Paulo jogando fechado.

Chivas é ótimo em casa e péssimo fora, ao passo que Universidad fez seus resultados sempre fora de casa. Vendo assim, “La U” é capaz de, mesmo perdendo no México, fazer um gol e garantir no Chile.

Se de fato se concretizar essa final, aposto no São Paulo.

Mas isso fica pra depois da Copa…

Anúncios

About Pedro Ivo

21 anos, estudante de direito, colecionador de camisas de times estrangeiros e corintiano.

7 responses to “Reta final! (mas só depois da Copa)”

  1. Carioca says :

    Sei la hein! Nao sei se o Sao Paulo é la tao favorito contra a Inter nao! Os dois vem fortes agora, em crescimento desde o começo dos playoffs.

    E tipo: “mas o mesmo criterinho escroto e safado d’o gol fora de casa’” – Para com isso!!! Foi a melhor coisa que criaram para evitar a cobrança de penaltis. Essa sim uma decisaozinha escrota e safada, mas sei que necessaria apos 120 minutos de futebol. Se seu time nao teve capacidade de marcar fora de casa, sinto muito, mas que jogasse pra frente no 1o. jogo. Alias, queria eu que o Vasco tivesse jogado assim no 1o. jogo contra o Vitoria…

    Esse criterio prioriza a quem joga pra frente fora de seus dominios, o que acho louvavel em tempos de futebol retranqueiro, como atualmente….

  2. Bruno Rosik says :

    O Carioca tocou em um ponto bom. Ofensividade fora de casa é uma coisa que tem que ser usada. Se o gol fora de casa não valer nada, veremos sempre times visitantes no 9-0-1. hahaha

    E quanto as semi finais, não vou prever nada. No MOMENTO o São Paulo tá ligeiramente melhor que o Inter e melhor que Universidade e Chivas. Mas a parada da copa vai destruir tudo e quero ver como o time volta.

    Domingo tem tricolor e Inter! hahaha!

  3. Pedro Ivo says :

    O critério mais imbecil do futebol é esse. O gol do time da casa é menor? Então qual o motivo de o gol feito nele valer por 2 na prática?
    Muito bonito teoricamente falar da ofensividade fora de casa, mas só um recado: na prática não funciona. Não há diferneça nenhuma, o time de fora quase sempre joga recuado, só se for totalmente contra o seu estilo de jogo (por exemplo, o Santos), ou se já trouxe um resultado desfavorável de casa, ou se passa a ter vantagem numérica. Só! Colocar esse critério não mudou nenhuma postura na Champions e nem na Libertadores. Jogam recuados SIM, o fato é que quando ocorre a bosta do ‘gol fora de casa’ é esse o critério e todo mundo “ó!! que bonito!! ele foi ofensivo!!!”. Foi o cacete, tão jogando do mesmo jeito, o gol fora de casa foi resultado de uma postura que esse critério não induziu.
    Se o saldo de gol não dá o vencedor, tem que ir pros pênaltis, sim, não tem jeito, o placar agregado mostra igualdade, então decidam nas penalidades.
    A única decsulpa é “ah, eles vão querer o gol que vale por 2, eles vão jogar pra frente”. 2 pontos:
    1- Não jogam;
    2- Um gol que vale por dois, vá pra puta que pariu né!

    E dizer se “seu time não foi capaz de X, sinto muito”, serve pra qualquer coisa. Se seu time não foi capaz de chutar mais bolas na trave, sinto muito; se seu time não teve maior posse de bola, sinto muito; se seu time não teve mais laterais a fovar do lado esquerdo do campo de ataque, sinto muito; se seu time tem menos cores que outro, sinto muito.

  4. Pedro Ivo says :

    Sem contar que ‘o gol fora de casa’ não só traz a falsa sensação de ofensividade, como tira a ofensividade em alguns casos. exemplo? Corinthians x Vasco, Copa do Brasil 2009. Corinthians trouxe um 1 a 1 do Rio e em São paulo foi um jogo de puro tédio, 0 x 0 chato. Por quê? ‘Gol fora de casa’.

    E é um critério tão vergonhoso que nas finais da libertadores não vale. Chegar na final nesse critério ok, campeão assim não pode, é chato.

  5. Bruno Rosik says :

    Mas tipo, não vale 2 não. Vale como critério de desempate, não como 2.
    Se valesse 2, um resultado de 4×3 pro time da casa, ficaria 4×6 na volta e não é assim.

    É só o primeiro critério de desempate, gols fora de casa.
    É usado quando temos 3 pontos para cada, ou 1 ponto para cada nas duas partidas e tal.

    Mesmo assim, não é o mais justo, porque tem times que fazem gols axados na casa do adversário, mas penalti tá longe de ser justo também.

  6. Carioca says :

    Po, perai ivo! Usou o pior exemplo, visto aquele penalti vergonhoso nao marcado. E o jogo em SP nao foi chato, so nao teve gols, o que temos de reconhecer que sao coisas do futebol.

    E sim, valeu o empate graças ao gol feito fora. Nao podia ter ideia melhor. Vejo ser um criterio que vale, pois é muito mais facil pra um time vencer e marcar gols em casa que fora.

    Alias, a ideia foi tao bem aceita, que os europeus se “rebaixaram” e usaram essa tecnica, que foi criada aqui no Brasil!

  7. Pedro Ivo says :

    Digo que vale na prática. A primeiro gol fora de casa acaba valendo por dois. 3 a 0, só um 0 a 4 reverte. 3 a 1, aí já basta um 0 a 2. Aquele gol, só por ser fora dos domínios valeu por 2. Acho isso muito podre.
    Prefiro que cobrem penaltis a um gol que não tem nada de especial vir e decidir. É sem noção, ninguém se arrisca nos domínios adversários só por isso. Ficar bem postado na defesa é melhor que se abrir no campo do adversário, ainda que um gol possa valer por 2 na volta. O gol no campo adversário acontece independente desse critério, mas na hora de desempatar é ele que decide.
    Eles aceitaram lá na Europa e a Libertadores aceitou, mas é uma besteira enorme. Também aceitaram a paradona e ela é tosca, torço para que percebam que ‘gol fora de casa’ também é idiota.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: