Improvisos, pokémons e etc


ATENÇÃO: Este post é composto do mais puro extrato de cornetagem. Nem todas (nenhuma) as afirmações têm base num raciocínio lógico ponderado.

Independiente 1 x 1 Corinthians

Atrasado, porém aqui.

Permita-me dividir minha análise em 3 capítulos

Capítulo 1 – Mano Meneses

Mano, assim, na boa: qual é a tua?

Tava tudo dando certo. Racing, derrotado no Pacaembu, venceu o Cerro e garantiu que o Corinthians, com uma vitória, agarrasse a primeira colocação com folga, pra não largar mais. Estavam todos os jogadores à disposição e o time começaria a assentar a sua formação padrão. Começaria…

No dia anterior ao jogo, o técnico Mano Meneses declarou que o empate seria um ótimo resultado. O sinal de alerta ligou na minha mente; pensei: pronto, vai colocar na cabeça dos jogadores que eles devem ficar defendendo o tempo todo. Ah, como eu sou ingênuo. Mano não daria chance ao azar, ele não colocou na mente dos atletas que era para ser defensivo continuamente, ele garantiu objetivamente que isso fosse a única maneira de jogar. Siga:

Mano opta por um 4-4-2. Tudo bem até aqui. Mano, põe 4 volantes para jogar no esquema 4-4-2.

Não sério, pára tudo.

Isso é tão absurdo que eu tenho que repetir pra poder assimilar:

4-4-2 com 4 (quatro [QUATRO!!]) volantes, vá pra put# ### #####!

Em campo estavam Marcelo Mattos, Elias, Ralf e Jucilei. Não existe no futebol, ainda, um esquema que comporte tantos meias defensivos e dê certo, quanto mais um 4-4-2. O pior disso é que um deles estava improvisado na lateral direita. OK, vamos voltar um pouco no tempo: lá na época em que o nosso técnico definiu a lista dos 25 inscritos ele escolheu pelo menos 2 de cada posição, exatamente para evitar improvisos. Então, por que cargas d’água o nosso lateral direito reserva não foi escalado??

Salva de palmas para a estratégia corintiana de quarta-feira, por favor.

Capítulo 2 – Ronaldo

Sério eu conto usando no máximo ¾ dos meus dedos onúmero de passos que ele deu dentro de campo. Ele recebia a bola, parado; dominava a bola, parado; olhava ao redor, parado, buscando quem estava em melhor posição, ao qual ele passaria a bola sem ter que se mover muito.

Bota o Ronaldo na academia por 2-3 semanas, e só volta a jogar quando estiver no mínimo igual na final do Paulistão 2009.

Juro, pouco antes de ele ser substituído eu já tava falando: “PUTA MERDA ALGUÉM TOCA A POKEFLAUTA PELO AMOR DE DEUS!”

Capítulo 3 – Dentinho

Decisivo. Golaço. Titular.

Pedro Ivo

Anúncios

Tags:,

About Pedro Ivo

21 anos, estudante de direito, colecionador de camisas de times estrangeiros e corintiano.

3 responses to “Improvisos, pokémons e etc”

  1. Bruno 6-3-3 says :

    NOSSA! A definição perfeita pro Ronaldo! Estático, parado, preso ao chão e longe da área! E eu não tinha me atentado aos 4 volantes alí juntos. Medo!

    E outro pokemon é o Dentinho. Do tipo, “Dentinho, eu escolho você!” pra decidir as partidas.

  2. Pedro Ivo says :

    Se a gente for pensar bem, o Ronaldo, num jogo em que o time só se defende, não é muito útil, pois ele não marca e precisa receber a bola da intermediária adversária pra frente pra produzir algo perigoso. Mas aí já realça outro problema do jogo de quarta, que foi a defesa constante.
    Anyway, que ele se pareceu muito com um Snorlax no jogo, ah, isso pareceu.

  3. Carioca says :

    Caraio…. Snorlax ficou PERFEITO CARA 😀 Hahahahahahahahahaha!!!

    Ah sim, 4 volantes no meio-campo… pediu pra perder. A historia so mostrou exemplos assim… e ainda tem muçulmano que segue…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: